Bananeiras tem o melhor São João da sua história e gera emprego e renda para a população.

Mesmo vivendo uma crise Nacional que afeta diretamente os municípios brasileiros, a cidade de Bananeiras no brejo paraibano conseguiu realizar a sua melhor versão do São João neste ano. Com economia e jogo de cintura a gestão municipal conseguiu economizar cerca de 30% em relação a anos anteriores

Com inovações que fizeram abrilhantar o evento, Bananeiras viu saída na articulação entre os municípios vizinhos com a criação do Circuito Junino do Brejo e atraiu patrocinadores que elevaram o patamar do festejo tradicionalmente do pé de serra.

Com a comercialização das mesas pelo segundo ano consecutivo, pode contratar diretamente 96 pessoas que trabalharam nas três (03) noites do evento com um investimento de R$ 30 mil reais e garantiram um dos pontos mais positivos da festa que foi a limpeza e a segurança.

A disponibilização desse dinheiro garante para a população uma forma de renda extra no período em que a cidade recebe maior fluxo de visitantes, com benefícios diretos na economia local.

Para Douglas Lucena, a comercialização das mesas é uma forma de beneficiar dezenas de famílias com uma renda extra além de ajudar na estruturação do evento em um momento de dificuldades que vivem os municípios.

De forma democrática todo o evento foi conduzido e teve sua estrutura reformulada para receber melhor os forrozeiros, com expansão na estrutura Bananeiras recebeu cerca de 80 mil pessoas nas três noites de evento que tem sua marca registrada na tranqüilidade e no autêntico forró pé de serra.

Ascom-PMB

 

COMPARTILHAR